como-calcular-a-margem-de-lucro-de-um-pequeno-negócio

Como Calcular a Margem de Lucro de um Pequeno Negócio

  • A margem de lucro é um cálculo percentual feito a partir do valor que o estabelecimento conseguiu embolsar e serve para analisar o desempenho.
  • Ela não deve ser confundida com a receita, isto é, com tudo aquilo que o comércio faturou, pois também possui despesas que precisam ser quitadas.
  • O cálculo é muito  simples: trata-se de fazer uma divisão do valor da receita pelo lucro e, em seguida, esse resultado deve ser multiplicado por 100.
  • Para conseguir obter a margem ideal, o comerciante deve fazer a precificação correta do produto, levando em conta suas despesas e o lucro que deseja. 

Todo comércio precisa calcular a sua própria margem de lucro, pois é ela que indica se os negócios estão evoluindo conforme o esperado – o que é fundamental para garantir o controle da situação financeira do estabelecimento e também para traçar estratégias de venda ou marketing, se for necessário. Com os pequenos comércios, essa lógica não é diferente. No entanto, é preciso adaptar isso para a realidade do negócio.

No que diz respeito aos pequenos estabelecimentos, é necessário ter muita cautela para que não haja nenhum tipo de erro que possa comprometer a parte financeira da empresa. Para evitar que isso aconteça, é preciso organizar as metas de uma forma adequada, fazer uma boa gestão e manter um monitoramento contínuo dos resultados. Assim, é possível garantir que tudo ocorra conforme o que foi previamente planejado.

O pequeno comerciante, muitas vezes por não ter orientação ou informação adequada, pode ter medo de tomar uma má decisão que poderá custar caro para o seu negócio e, devido a tamanha pressão, acabar acreditando que fazer o cálculo certo da margem de lucro pode ser algo muito complexo e difícil de ser realizado. Mas, através deste texto, iremos mostrar como todo esse processo pode ser bem simples de ser feito.

O Que é Margem de Lucro

Para exemplificar de maneira simples, podemos dizer que, quando um negócio fatura dinheiro com uma venda, o valor total arrecadado é considerado a sua receita. No entanto, o comerciante possui gastos para manter o produto na prateleira, além de impostos e despesas, e isso deve estar embutido em seu valor. Quando as dívidas são pagas, o dinheiro restante, isto é, o que sobra para o varejista poder reinvestir, é o lucro que ele obteve.

É preciso ter muita atenção a este ponto, pois nem todo dinheiro embolsado significa lucro, pois, como dissemos, os empresários precisam destinar parte de sua verba para as suas despesas. Alguns comerciantes costumam fazer esse tipo de confusão e, muitas vezes, acabam perdendo o controle de suas finanças, o que pode comprometer a saúde financeira do seu estabelecimento e, por isso, é preciso saber qual é o valor de todos os gastos.

No entanto, é preciso mencionar que há uma diferença entre lucro e margem de lucro, pois o segundo é determinado por meio de porcentagens que já estão embutidas no preço da mercadoria, que representam o quanto o comerciante conseguiu faturar em cima de suas vendas. O valor que foi embolsado depende do desempenho de cada negócio e, portanto, não é o mesmo para todos.

Para haver margem de lucro, o comércio precisa ter um faturamento que supere as suas despesas e, para isso, ele depende de conseguir ter boas vendas. Para entender melhor essa etapa, veremos a seguir como fazer o cálculo da margem de lucro considerando diferentes variantes: de apenas um produto, de um negócio e da margem bruta e líquida.

Como Calcular a Margem de Lucro

Apenas um Produto

Para sabermos o quanto um produto rendeu de margem de lucro, precisamos dividir o seu preço de custo pelo seu valor de venda e, em seguida, multiplicar o resultado por 100. Veja a fórmula matemática que deve ser feita:

Preço de venda: R$10,00

Preço de custo: R$5,00

Lucro: R$5,00

Cálculo da margem de lucro do produto: 10,00 / 5,00 = 0,5 x 100 = 50%

De acordo com o cálculo dessa conta que fizemos, a margem de lucro desse exemplo seria de 50%. 

Embora seja importante saber qual é a conta que precisa ser feita para saber a margem de um produto, também é necessário saber a fórmula para obter o percentual total de um negócio. Vejamos a seguir como isso pode ser feito.

Cálculo da Margem de Lucro de um Negócio

A fórmula matemática a ser usada para calcular a margem de lucro de um negócio é a mesma do exemplo anterior. No entanto, neste caso, iremos considerar variantes diferentes, isto é, ao invés do preço de custo e venda, analisaremos a receita e o lucro, levando em conta os gastos que a empresa teve.

Receita: R$ 15.000

Custos: R$ 10.000

Lucro: R$ 5.000

Cálculo da margem de lucro do negócio: 5.000 / 15.000 = 0,33 x 100 = 33%

Isso significa que, nesse exemplo que ilustramos, a margem de lucro seria de 33%.

Margem de lucro bruta e líquida

Há um outro cálculo que podemos citar usando essa mesma fórmula, que também pode ajudar o pequeno comerciante  a obter a margem de lucro bruta e líquida de seu negócio. Mas para isso, antes é preciso entender quais são as diferenças entre os dois e porque é importante saber desse resultado.

Com relação à margem bruta, ela pode ser definida como a diferença entre a receita e as despesas para adquirir ou produzir um determinado produto. Na margem líquida, também é necessário considerar o restante das despesas que o comerciante tem, como os impostos e tributos, pagamentos de salários, aluguel, contas, entre outros gastos. 

Ou seja, a margem líquida é obtida através do faturamento total da empresa, levando em conta todos os impostos e despesas fixas e variáveis que ela teve. Para entender como isso se aplica no cálculo, vejamos o seguinte exemplo:

Receita: 15.000

Impostos: 1.500

Demais despesas: 3.500

Cálculo da margem de lucro líquido: 5.000 / 15.000 = 0,33 x 100 = 33%

A Margem de Lucro Ideal

Para que uma empresa saiba qual é a sua margem de lucro ideal, o comerciante precisa saber o valor total de suas despesas e o lucro que ele deseja obter. Este último ponto pode ser definido através de uma análise do fluxo de caixa e, ao observar seus resultados atuais e compará-los com os que ele deseja alcançar, ele deve fazer um cálculo que inclua tudo isso no preço final de cada produto.

Considerando que cada comércio possui despesas, metas e lucros diferentes, não é possível estabelecer uma margem de lucro ideal igual para todos. Mas o mais importante é que ele consiga cumprir todos os seus objetivos financeiros. Atingindo-os, poderá calcular a margem de lucro para verificar se o seu negócio continua crescendo e, então, pensar em outras estratégias de como atrair mais clientes, expandir sua estrutura, suas unidades, etc.

Se mesmo com todas essas informações o comerciante achar muito difícil definir e calcular a sua margem de lucro, ele pode recorrer aos sistemas de gestão para mercados, que otimizam todo o processo de forma digitalizada. O mais importante é que ele entenda que um pequeno negócio não é sinônimo de pouco faturamento e, se houver um bom conhecimento dos seus resultados e precificação adequada, ele poderá aumentar os  ganhos.

Conclusão

A margem de lucro é um cálculo percentual que mostra o quanto o comerciante conseguiu embolsar com as vendas. Ela não pode ser confundida com receita, isto é, com todo o dinheiro que entrou no caixa, pois deve considerar que os estabelecimentos possuem despesas, impostos e gastos que precisam ser quitados, e a restante é corresponde ao que foi lucrado e, quando ela é transformada em porcentagem é chamada de margem.

Esse cálculo é importante para monitorar os resultados da empresa e também para verificar se as metas estão sendo atingidas. Através dessas análises, o comerciante consegue criar  um planejamento estratégico mais adequado para a realidade de seu negócio e fazer o controle financeiro. A conta matemática que deve ser feita é bem simples e mesmo os pequenos empreendedores podem aplicá-la em seu estabelecimento.

A fórmula para calcular a margem de lucro divide o lucro pela receita, e em seguida, multiplica esse resultado por 100. Essa conta matemática pode ser usada para obter a margem de lucro de apenas um produto e também para saber a margem de lucro líquida – para isso, só é preciso mudar as variáveis, de acordo com cada situação. Se um empresário tiver dificuldades para realizá-la, ele pode recorrer aos sistemas de gestão digitais.

A margem ideal depende de uma precificação correta dos seus produtos e, para isso, é preciso levar em consideração o valor total de gastos de uma empresa e o lucro que ela deseja obter. Esses resultados variam de acordo com o desempenho e a estrutura de cada estabelecimento. O mais importante é que ele consiga quitar todas as suas despesas e tenha capacidade de atingir todas as suas metas financeiras.

Links Para Leitura