sustentabilidade-nos-supermercados-a-importância-de-investir

Sustentabilidade nos Supermercados: A Importância de Investir

Sustentabilidade nos Supermercados: A Importância de Investir

  • Os impactos ambientais causados pela indústria são cada vez maiores e todo o comércio, incluindo os supermercados, é responsável por mudar isso.
  • As iniciativas ecológicas podem ser usadas na geração de valor para a empresa e na criação de vínculos com os clientes, ajudando na fidelização.
  • Entre os principais impactos ambientais causados pelos supermercados, estão o uso excessivo de embalagens plásticas e o desperdício de alimentos.
  • Mapear problemas, estudar o assunto e pesquisar soluções pode ajudar na busca por soluções ecológicas que diminuam o prejuízo e aumentem os lucros

De modo geral, sustentabilidade é uma das palavras mais destacadas no comércio atual. Isso porque a forma como a indústria consome os recursos naturais e polui o ecossistema está se tornando uma preocupação para muitos consumidores e até mesmo para algumas empresas que dependem de matéria prima para continuarem lucrando. No varejo, essa preocupação também está se tornando cada vez mais frequente.

A preocupação com o meio ambiente deve ser encarada como um compromisso social do qual a empresa se encarrega. Atualmente, isso dá uma grande relevância para as marcas, pois é uma maneira de gerar valor para o estabelecimento e os clientes acabam se identificando com isso, o que, por sua vez, gera retorno financeiro para o comércio, pois quando o consumidor cria um vínculo com a empresa, ele se fideliza.

Algumas estratégias sustentáveis também podem representar uma economia financeira para os estabelecimentos. Evitar o desperdício e incentivar a utilização de recursos ecologicamente corretos pode diminuir bastante o impacto negativo no meio ambiente e também pode ajudar a aumentar a demanda do consumidor por novos produtos que não agridem o ecossistema, o que, na prática, significa um crescimento nos lucros.

Todo comércio varejista que busca modernizar a sua infraestrutura e aumentar suas vendas precisará, em algum momento, levar em conta as alternativas que são mais ecologicamente corretas, pois esta é uma demanda que está cada vez maior no mercado. Pensando nisso, falaremos um pouco neste texto sobre o que é importante considerar na hora de fazer um planejamento estratégico e implementar soluções para poder se adaptar.

Importância da Sustentabilidade

O uso desenfreado de recursos naturais do planeta Terra começou a apresentar problemas para as atuais gerações e principalmente para as futuras. Se não houver uma mudança de hábitos no consumo desses suprimentos, começará a haver escassez e um grande impacto ambiental causado por esse uso desenfreado, como a poluição do solo, das águas e também da atmosfera, tornando o mundo um lugar cada vez mais difícil de se habitar.

Diante desse problema, as empresas passam a ter um papel muito importante para reduzir esse impacto, pois as indústrias possuem uma grande parcela de responsabilidade nos problemas ambientais. Por causa disso, os clientes estão procurando cada vez mais por empresas que possuem boas iniciativas socioambientais para fazer as suas compras, e os mercados e setor varejista no geral não escapam disso.

A sustentabilidade, portanto, passa a ser um fator atrativo para os clientes, e os estabelecimentos que souberem explorá-la de uma boa forma podem usá-la como um diferencial competitivo para se destacarem de seus concorrentes. Um estudo feito pela Nielsen mostra como as pessoas estão mudando seus hábitos de consumo e considerando cada vez mais as questões ambientais como um fator importante na tomada de decisão.

De acordo com os dados levantados na pesquisa, 42% das pessoas estão mudando suas práticas de consumo para diminuir o impacto ambiental. Além disso, 73% dos entrevistados que possuem hábitos saudáveis estão dispostos a pagar mais caro por produtos que sejam sustentáveis. Essa demanda mostra que é importante que as empresas se adequem a essa nova realidade para oferecer benefícios ao cliente e para não ficarem ultrapassadas.

Quais São os Principais Problemas?

Entre os principais desafios de sustentabilidade enfrentados pelos supermercados, atualmente está o desperdício, sobretudo de alimentos. Um levantamento feito pela Fiocruz mostra que, a cada ano, é desperdiçado o equivalente a R$ 3,9 bilhões em comida no Brasil – o que significa que isso pode causar tantos prejuízos para um estabelecimento quanto qualquer outro tipo de problema ou perda financeira.

Junto à perda de alimentos, os supermercados também possuem problemas causados pelas embalagens e sacolas plásticas, que são alguns dos materiais mais utilizados nos estabelecimentos do país. Hoje, eles são a causa de grande parte da poluição dos oceanos, gerando toneladas de lixo que, além de sujarem as águas, acabam matando alguns animais marinhos e desequilibrando o ecossistema aquático.

Buscar soluções para esses problemas não acarreta necessariamente um aumento de gastos, pois resolvê-los também pode trazer um bom retorno financeiro. A maior parte dos problemas com os alimentos se deve a questões de logística, como o excesso de intermediários entre a roça e o supermercado, choque térmico na hora da descarga de caminhões refrigerados, falhas na armazenagem e manuseio excessivo dos produtos.

Quanto às embalagens, a compra em excesso de mercadorias com embalagens de plástico, produtos descartáveis e o uso de sacolinhas ao invés de ecobags, sacos de papel ou caixas de papelão são as principais causas da grande quantidade de lixo nos oceanos. É importante que os supermercados façam reciclagem para minimizar os impactos e também optem por alternativas que sejam ecologicamente corretas.

Implementando Sustentabilidade no Supermercado

Conheça seus problemas

Antes de buscar soluções, o comerciante precisa conhecer os problemas de seu estabelecimento para saber onde há desperdícios, descartes indevidos, gastos com materiais agressivos ao meio ambiente, falta de soluções de reciclagem, etc. Se o estabelecimento já tiver algumas soluções, é importante mapeá-las para saber o que deve manter e o que deve ser melhorado.

Nessas horas, além de verificar os problemas que existem, também é preciso checar se o estabelecimento possui capacidade financeira de implementar muitas mudanças e fazer a manutenção delas. Caso não haja, podem ser implementadas gradativamente, de acordo com o orçamento da empresa.

Busque soluções

Após saber sobre sustentabilidade e os principais problemas que os supermercados enfrentam para implementá-la, é hora de traçar um planejamento estratégico para o próprio estabelecimento. Nessas horas, o comerciante precisa conhecer sobre o assunto e a saída para isso é estudar bastante e conhecer boas soluções compatíveis com o seu modelo de negócio e, se for necessário, contratar um especialista para dar uma consultoria.

Além de correr atrás das melhores alternativas, o varejista também pode procurar saber quais medidas já estão sendo implementadas em comércios com modelos de negócio semelhantes que também podem ser aplicadas em seu estabelecimento. É importante conhecer os benefícios e os desafios de implementar essas operações e verificar quais são as melhores opções para fazê-lo.

Invista em mudanças

Ao estabelecer mudanças na empresa, é necessário que toda a equipe de trabalho seja treinada para lidar com os novos recursos sustentáveis e também para que seja capaz de divulgar e detalhar as ações da empresa. Esse detalhe não pode passar despercebido, pois uma vez que o estabelecimento incorpora um novo valor, o cliente deve sentir que isso está sendo levado a sério. Caso contrário, o vínculo entre ele e a marca pode se quebrar.

Para engajar mais os clientes, o estabelecimento pode buscar implementar iniciativas ou ações de marketing que envolvam os consumidores e a conscientização deles. Além disso ser positivo para o meio ambiente, também é bastante adequado à proposta da empresa de promover a sustentabilidade.

Nessas horas, buscar parcerias com outras empresas que lidam com alternativas sustentáveis pode ser uma boa solução para introduzir novidades no estabelecimento e também para reduzir custos para essas iniciativas, pois os supermercados podem propor acordos que sejam vantajosos para ambas as partes e que demandem menos gastos.

Conclusão

A sustentabilidade é uma demanda que cresce cada vez mais e os comércios precisam aderir a essas mudanças para não se tornarem obsoletos. Consumidores buscam marcas que demonstram preocupação com o meio ambiente e, portanto, estabelecer este valor é algo que faz toda a diferença na fidelização de novos clientes. Além disso, estratégias ecologicamente corretas podem proporcionar mais lucro e menos desperdício.

Entre os principais impactos ambientais causados pelos supermercados, está o desperdício de alimentos, causado principalmente pelas várias intervenções que ocorrem entre a colheita e a venda e fazem com que eles apodreçam mais depressa. Outro problema é o excesso de consumo de embalagens, sacolas e produtos descartáveis feitos à base de plástico, que poluem os oceanos com toneladas de lixo.

Lidar com essas questões exige que o comerciante faça um mapeamento dos problemas de seu negócio, observando o que precisa ser mudado e quanto isso irá demandar das finanças de seu estabelecimento. Em seguida, ele precisa estudar soluções e ver quais alternativas possui ao seu alcance para mudar essa realidade e, finalmente, implementar ações efetivas que gerem engajamento e caibam no orçamento.

A sustentabilidade é mais do que uma tendência de negócio, é um valor que as empresas precisam transmitir ao seu cliente. Portanto, não deve ser apresentada de forma superficial. Todas as ações devem visar a promoção de uma mudança efetiva no ecossistema e as empresas devem ser capazes de apresentar esses resultados para os seus consumidores, mostrando que estão, de fato, engajadas nessa causa.  

Links Para Leitura