como-definir-as-metas-de-venda-para-o-varejo

Como Definir as Metas de Venda Para o Varejo?

  • As metas de vendas são importantes para que o empresário varejista consiga organizar a tomada de decisões para expandir e manter os seus negócios.
  • Para que isso seja feito de maneira adequada, ele deve conhecer os seus indicadores de vendas e analisar o desempenho de seu próprio comércio.
  • No entanto, ele também precisa saber quais são as tendências de mercado e consumo para que possa adotar mudanças que estejam de acordo com elas.
  • O comerciante não deve tomar decisões que estejam além do seu alcance, mas ele pode estabelecer metas pequenas e ir evoluindo gradativamente.

Todo comerciante, quando começa investir no seu estabelecimento, tem o objetivo comum de sustentar-se e de manter o seu negócio funcionando. Esses são os pontos principais, mas além deles há outros que podem variar de acordo com a estrutura, demanda e atividades de cada empresa. Afinal, os empresários buscam além daquilo que é essencial e, para continuar crescendo, é preciso estabelecer muito bem quais são as metas de venda.

Mas traçar objetivos não é algo fácil para todas as pessoas, pois nem sempre está claro o que é preciso levar em conta para fazer o planejamento. No entanto, esse é um ponto que não pode ser ignorado, pois ter metas de venda ajuda o estabelecimento a organizar todas as suas dinâmicas que envolvem negócios e isso é o que faz toda a diferença para conseguir obter lucro e alcançar bons resultados. É o que define uma empresa de sucesso.

Um estabelecimento sem metas não é capaz de definir suas prioridades, não saberá se está agindo corretamente nos seus empreendimentos e, por causa da sua falta de planejamento, pode acabar sofrendo prejuízos e até mesmo fechar, caso enfrente problemas muito sérios causados pela desorganização. Pensando nisso, veremos a seguir o que levar em conta na hora de definir as metas para um estabelecimento varejista.

Por Onde Começar o Planejamento das Metas de Venda?

Para estabelecer um planejamento estratégico, é necessário conhecer a situação atual de uma empresa para que, em seguida, o empresário responsável por ela seja capaz de definir as suas metas de venda. Tudo precisa ser embasado na estrutura financeira e operacional do estabelecimento para que ele seja capaz de prever os desafios que terá pela frente. Por isso, é preciso conhecer muito bem os resultados de desempenho que ela possui.

Para medir isso, é preciso levar em conta alguns fatores, como o número de vendas do estabelecimento, o giro no estoque, a lucratividade e o valor médio gasto pelos clientes em cada uma das compras. Esses indicadores servem como uma referência para que o empresário consiga verificar o que ele precisa fazer para poder continuar crescendo, se suas ações estão sendo satisfatórias e se estão atendendo as expectativas da empresa.

Entre os cálculos iniciais, o empresário também pode investigar quais são as mercadorias de seu estoque que são responsáveis pela maior parte das vendas, pois isso o ajudará a criar um mix de produtos que atende melhor às demandas de seu consumidor. Se houver alguma dúvida sobre qual operação deve ser realizada neste caso, o empresário pode usar o cálculo da curva ABC, que é bem simples de ser feito e também é muito eficiente.

Quando uma empresa conhece os seus resultados, ela adquire evidências do que precisa ser aperfeiçoado e do que precisa ser mantido. Por isso, é importante fazer cálculos baseados em todas as vendas, mensais e anuais, a fim de que possam ser comparados mais tarde uns com os outros e, através disso, o empresário terá um número consistente que poderá usar para basear as suas futuras estratégias de negócio.

Pesquisa e Análise Mercadológica

Todas as metas da empresa devem ser baseadas em comportamentos do mercado que podem render bons resultados. Para isso, é preciso entender quais são as características do público alvo, as projeções para o crescimento e as estratégias da concorrência. Portanto, é importante fazer uma pesquisa de mercado que leve em conta toda a situação do setor e que ajude a entender melhor os seus aspectos mais relevantes do momento.

Nessa pesquisa, o comerciante deve buscar entender quais são as suas perspectivas de atuação, as projeções para o seu crescimento e também as condições de oferta e procura para o seu segmento. Isso pode ser feito através de uma investigação e análise dos hábitos do tipo de consumidor que a empresa deseja atingir, das práticas das outras empresas que estão no mesmo ramo e de um levantamento com fornecedores que abastecem esse setor.

Após obter informações sobre o segmento em que um comércio está inserido, é possível pensar estratégias levando em conta o perfil do cliente, considerar quais são os melhores fornecedores e ponderar sobre as melhores práticas adotadas pelo setor. A partir disso, a empresa será capaz de verificar o que é indispensável para o seu modelo de negócio e quais são as melhores alternativas para que ela tenha uma estrutura bem robusta.

Compreender esses pontos pode ajudar o comerciante a chegar em outras conclusões que também são relevantes, como qual é o melhor mix de produtos para o estabelecimento, a precificação adequada para cada item do estoque, quais canais de venda e formas de pagamento são ideais para o tipo de comercialização que pratica e quais são as melhores formas de marketing para fazer a divulgação dos serviços e das mercadorias da empresa.

Definindo as Metas de Venda

Atingir metas não significa somente obter um número satisfatório que mostre que os negócios da empresa vão bem, também consiste em verificar quais são os melhores caminhos para se chegar até eles. É importante lembrar que atualmente os clientes exigem valores que estão além da questão financeira e, portanto, é importante manter um trabalho ético que demonstre preocupação com o bem-estar das pessoas e do planeta.

Mesmo que as metas precisem ter os seus valores bem definidos, elas não podem deixar a sua parte lucrativa de lado; é importante complementar as duas coisas de forma inteligente. Uma vez que o empresário já analisou os seus resultados de venda, ele precisa definir metas com base naquilo que possui, pois os objetivos que estão muito além da capacidade de qualquer negócio podem ser um fracasso para o estabelecimento.

Os resultados de venda de um negócio não devem ser um fator limitante para o seu crescimento, mas sim um orientador para que ele consiga agir dentro de perspectivas reais. Fazer um empreendimento muito além das expectativas de uma empresa pode ser algo desestimulante para o empresário, portanto, se ele deseja ir além das projeções atuais, é preciso que estabeleça metas gradativas até alcançar aquilo que deseja.

As metas também precisam levar em conta os fatores de momento do mercado, se está mais aquecido ou não, pois isso traz impacto direto para os negócios. Portanto, é preciso acompanhar as tendências para facilitar a tomada de decisões, pois essas informações muitas vezes acabam indicando quais serão as novas demandas do consumidor e ajudam a se prevenir em períodos em que há menor lucratividade para o comércio varejista.

Conclusão

Definir metas de venda é uma etapa importante para qualquer tipo de comércio, inclusive o varejo. Os objetivos são uma forma de orientar o crescimento da empresa, o que é fundamental para manter e expandir os negócios, e para que sejam estabelecidos de uma boa maneira, é importante que eles envolvam todas as atividades e dinâmicas de um estabelecimento para que tudo seja colocado em prática de uma maneira organizada.

O planejamento de metas deve ser feito com base na realidade financeira de uma empresa. Portanto, o comerciante precisa fazer um levantamento de seus resultados de venda para conhecer a sua situação e, em seguida, estabelecer metas de acordo com essas informações. Entre os dados importantes de se averiguar, estão: número de vendas, giro no estoque, lucratividade e o valor médio gasto pelos clientes em cada uma das compras.

Uma vez que o comerciante está ciente da sua situação, ele também precisará saber mais sobre o seu setor, qual a perspectiva de crescimento para ele, quais são os hábitos do consumidor, quem é o público alvo, quem são os concorrentes e quais práticas eles estão adotando. Entender esses aspectos é o que o ajudará a saber o que precisará fazer para vender mais e como ele poderá se prevenir daquilo que afeta negativamente os negócios.

Uma vez que a empresa tomou decisões com base em sua realidade financeira e no momento do mercado, é importante que as metas não sejam ambiciosas demais, para que não resultem em ações que causem frustração e desestímulo. É importante nessas horas também levar em conta a imagem da empresa, estabelecendo valores que proporcionem engajamento e estejam de acordo com as demandas de seu público alvo.

Uma meta de venda pode ser considerada boa quando envolve diversas funções comerciais de um estabelecimento, pois quando o marketing, mix de produtos, precificação, canais de venda e formas de pagamento são aprimorados, todo o serviço da empresa melhora em sua qualidade e, quando o consumidor final sente isso, ele acaba se engajando a comprar mais produtos daquele lugar.

Links Para Leitura